Contacto | Aviso legal english português magyar České deutsch

Com ou Sem Comboio

A Importância dos Caminhos-de-Ferro

 

Sumário

Esta instalação interativa do projeto Museu Mundial é implementada sob a forma de um ecrã táctil, contendo 19 slides que podem ser facilmente manuseados pelos visitantes. Os slides desta instalação procuram demonstrar a importância do transporte ferroviário e o seu efeito económico e cultural na sociedade.

Para além disto, a instalação introduz a situação em Moçambique, onde a guerra civil durou décadas e destruiu totalmente o sistema ferroviário, isolando o país do comércio internacional. O apoio e a resolução desta situação resultou do esforço conjunto de diversos países e da União Europeia.

Detalhes

 

  • A instalação faz uma retrospetiva do período áureo dos caminhos ferroviários. Dá também informação resumida sobre a importância dos caminhos-de-ferro hoje em dia. Os caminhos-de-ferro desempenham, também, um papel importante no transporte de carga a longa distância, no transporte público de trabalhadores e de crianças a caminho da escola. Numa tabela, resumimos o extraordinário desenvolvimento dos caminhos-de-ferro no séc. XIX.
  • Na 2ª parte da instalação, gostaríamos de chamar a atenção dos visitantes para os efeitos negativos da desmantelamento dos caminhos-de-ferro. Desta forma, escolhemos Moçambique, onde a guerra civil paralisou a rede de caminhos-de-ferro durante 20 anos.
  • Uma das mais trágicas consequências ocorridas quando a Guerra civil terminou após 26 anos foi o isolamento completo da cidade da Beira em relação à parte ocidental do país.
  • No final da instalação, temos o prazer de apresentar ao visitante o final bem-sucedido da história de Moçambique, onde como resultado do trabalho de reconstrução, o país voltou a integrar o sistema de circulação do comércio mundial.
  • A informação nos slides interativos tem uma ligação direta com os Objetivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM), em particular com o ODM 7 (Assegurar a sustentabilidade ambiental) e o ODM 8 (Parceria Global para o Desenvolvimento).
Museo Mundial HU_Railway_2
Museo Mundial HU_Railyway_1
Museo Mundial HU_Pollution_3

    Orçamento + recursos

    Orçamento Necessário:

    Programação do terminal da exposição

    419 €

    Fotos

    179 €

    Informação para o terminal

    1055 €

    Software

    275 €

    Designer Gráfico

    113 €

    Total

    2041 €

    Passo a Passo

    1º Passo:

    Escolher um tema para a instalação

    É fundamental assegurar que o tema a ser abordado está relacionado com o perfil do museu. Tratando-se de uma iniciativa que se vai debruçar sobre um conjunto alargado de temas, neste caso os ODM e os ODS é necessário garantir que se focam temáticas diferenciadas, de forma a permitir que cada instalação seja sobre um tema. 

    2º Passo:

    Recolha de dados e informação

    Recolhemos dados e factos sobre a história dos caminhos-de-ferro na internet e na livraria do museu. Na internet investigámos a história dos caminhos-de-ferro na cidade da Beira, Moçambique.

    3º Passo:

    Planificação

    Após a decisão de elaborar uma apresentação em slides, escrevemos todos os textos, deixando espaço para os elementos gráficos.

    4º Passo:

    Aquisição de uma mesa para dispor a informação

    De forma a encontrar um fabricante da mesa para a informação, foram solicitadas diversas propostas e apoio técnico. Finalmente, subcontratámos um programador de software e encomendámos posteriormente a mesa de informação.

    5º Passo:

    Trabalho gráfico

    Em articulação com o designer gráfico, foram produzidos os slides. Desta forma, foram necessárias muitas fotografias, que tiveram de ser compradas. É importante ter este aspeto em consideração aquando da realização do orçamento.

    6º Passo:

    Programação do terminal

    Para a programação do terminal recorremos à colaboração de um programador externo, que nos ajudou a encomendar o software necessário e a tornar a programação mais fácil de usar.

    Avaliação

    Pontos Positivos e Negativos

    Positivos

    • A instalação cativa a atenção dos visitantes, que gostam de manusear a aplicação, ao seu próprio ritmo . Os gráficos ficaram muito bem no ecrã.

    Negativos

    • Nunca existiu nenhuma instalação semelhante no Museu. Ou seja,  a fase preparatória foi uma novidade para a equipa, causando alguns sentimentos de incerteza...

    Lições aprendidas

    Mesmo com pouca experiência ao nível da programação informática, a tarefa foi cumprida com a ajuda de um profissional. Foi, também, importante termos presente o que queríamos implementar.

    Comentários d@s visitantes

    Em análise.

     

    Links da Internet + outras fontes

    Fundo de Infraestrutras para África - União Europeia: Enquadramento do projeto da Beira:

    www.eu-africa-infrastructure-tf.net/activities/grants/beira-blantyre-corridor.htm

    BancoMundial: Projeto Ferroviário da Beira

    www.worldbank.org/projects/P082618/beira-railway-project?lang=en

    Macauhub: Múltiplos artigos sobre os caminhos-de-ferro em Moçambique

    www.macauhub.com.mo/en/?s=mozambique+sena+railroad

    Vale: Moatize coal mine-official site of Vale mining company. Vale is a global mining company with headquarter in Brazil. They are leaders in the production of iron ore and the largest producer of nickel.

    www.vale.com/EN/business/mining/coal/Pages/default.aspx

    BBC: Artigo sobre os caminhos-de-ferro da Beira

    www.news.bbc.co.uk/2/hi/africa/6061844.stm

    Este website é cofinanciado pela União Europeia e apoiado pelo Camões - ICL. Os conteúdos deste website são da exclusiva responsabilidade dos parceiros do projeto Museu Mundial e não podem, em caso algum, ser considerado como expressão das posições da União Europeia.


     EU